Conselhos para melhorar de vida

7 Conselhos práticos para você melhorar de vida rápido

melhorar de vida


Maquiavel tem muito para nos ensinar sobre a forma de nos tornarmos mais efectivos e sobre a forma na qual obtermos sucesso em um mundo cada vez mais competitivo e interligado. Ser maquiavélico, é algo que associamos a alguém que procura o poder a qualquer custo.

No entanto, nós vivemos numa sociedade civilizada onde a competição não é assim tão óbvia ou tão brutal como era no tempo de Maquiavel. Mas os seus ensinamentos ainda prevalecem se quisermos mudar o nosso destino.


Nicolau Maquiavel era um diplomata e escritor italiano  que viveu nos finais do século 15 e inicio do século 16, numa altura em que a Itália era constituída por um grande número de cidades independentes e que lutavam entre si pelo poder de governar, num estado constante de guerra e de intriga. 


De entre as suas obras, a mais conhecida é O Príncipe, uma espécie de manual para a sobrevivência política e onde descreve as atitudes mentais e as estratégias necessárias para se conseguir cumprir os objectivos de poder e domínio, e para se obter sucesso num ambiente hostil.

Ora vamos então ver alguns dos conselhos de Maquiavel para se obter sucesso e mudar a nossa vida:

Os empreendedores são aqueles que compreendem que há muita pouca diferença entre um obstáculo e uma oportunidade

Existe um “mito urbano” que o caracter chinês para “crise” é composto pelos caracteres de “perigo” e de “oportunidade”. Não sei se é verdade ou não, mas de qualquer forma o que importa aqui é compreender que o sentimento para enfrentar qualquer crise deve ser o de que “quando as coisas ficam feias há que fazer o que for necessário”.

Não podemos evitar os problemas e os infortúnios, mas podemos sim transformá-los em oportunidades de crescimento pessoal e profissional. Se o conseguirmos fazer como é que podemos sofrer com os problemas?

Parar é a mesma coisa que morrer

Se temos a certeza de que o mundo está sempre em constante mudança, porque é que não tomamos nas nossas mãos o poder de mudar as coisas? Em vez de esperarmos que a mudança ocorra e depois irmos atrás, porque não fazer pequenas mudanças para sermos nós os líderes?

As pessoas com poderes e privilégios tendem sempre a adoptar uma postura de resistência à mudança, porque isso pode retirar-lhes algum do seu poder. E isto é verdade na natureza bem como nas empresas.

As pessoas de sucesso são aquelas que sabem reconhecer a necessidade de mudança e de a provocar, em vez de esperar para se adaptarem ao que os outros dizem.

Nunca nada se conquistou sem correr riscos

Todos nós sentimos um certo medo em correr riscos. Ao sair da nossa zona de conforto, sentimo-nos quase sempre impreparados e com receio de que algo corra mal. Mas se não aceitarmos como um facto de que para termos sucesso o perigo e o risco estão sempre à espreita nunca conseguiremos produzir nada que seja reconhecido pelos outros.

Afinal, todos gostamos e valorizamos os heróis, e como diz o ditado “Dos fracos não lembra a História

Quanto mais areia escapar da ampulheta da nossa vida, com mais claridade iremos ver

Muitas pessoas sentem que a vida lhes passa ao lado, e que desperdiçam tempo inutilmente. E esta situação provoca ansiedade, mas se se entender que basta saber apreciar apenas alguns pequenos prazeres para termos consciência de que devemos aproveitar ao máximo o tempo que temos, e sendo produtivo em todas as actividades a que nos propomos, de certeza que conseguiremos obter melhores resultados do que se simplesmente nos deixarmos levar pelos acontecimentos.

Se imaginarem que estão a olhar para uma ampulheta, à medida que a areia vai descendo a visão do que está por detrás da ampulheta fica mais clara. Ou seja, a nossa experiência vai aumentando à medida que envelhecemos e assim aprendemos a ser mais objectivos nas escolhas que fazemos e que desejamos.
Há coisas que não se aprendem nos livros, que apenas a nossa experiência nos ensina e esses ensinamentos adquirem-se tentando e errando.

O Homem sábio faz imediatamente aquilo que os outros fazem apenas no fim.

É excelente sabermos planear e cumprir com os nossos compromissos, mas se surge algo que deve ser feito imediatamente então é melhor fazê-lo do que deixar arrastar uma situação. Na maior parte das vezes as pessoas têm medo de tomar decisões rápidas e decisivas, ou porque receiam a confrontação ou porque acham que precisam de pensar melhor.

Uma tomada de decisão rápida é melhor do que deixar permanecer uma situação incómoda. Ou como eu costumo dizer muitas vezes “Vale mais a pena tomar uma decisão errada do que não tomar decisão nenhuma!”.
Anterior
« Prev Post
Seguinte
Next Post »